Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Soap Ballons & A Cup of Coffee

Pensamentos. Desabafos. Raciocínios.

Soap Ballons & A Cup of Coffee

Pensamentos. Desabafos. Raciocínios.


21
Dez11

Natal

O meu último Natal foi em 2008. Desde então não sinto o Natal. Não sinto o espírito natalício. Olho mais ao dinheiro que me falta na carteira do que à adequação dos presentes que compro. Maior é o frete de fazer a árvore de Natal. Este Natal é igual a... faltarem 3 dias para ir para fora. Este Natal não é sobre a família, não vamos estar todos juntos (mesmo que estejamos à mesa vão faltar os meus 2 amores). Não vamos curtir a troca de presentes com direito a gorro de Pai Natal à 00h. Nem sequer vamos estar juntos à 00h. A essa hora já devo estar na disco. Pois, vou pra disco. Ou isso ou ver o "Sozinho em Casa" pela 28ª vez. Com sorte via a Casa dos Segredos (aposto que a TV vai estar sintonizada nisso). Agora a questão que eu coloco sucessivamente na minha cabeça desde há 1 mês é: será que vou sentir o Natal outra vez como antes? Ou será que morreu como era? O Natal era a época do ano de que mais gostava. Por tudo, não só pelos presentes, mas por tudo. O cuidado que tinhamos a enfeitar a casa, a ânsia pela 00h, os teatrinhos e companhias para passar o tempo, o avô com sono a refilar, a minha mãe com stress porque sim, o meu pai como se não fosse nada com ele e isto passa-me tudo ao lado mas é brutal receber meias pretas e garrafas de whiskey, a Jão sempre comigo, a avó e a tia a ajudarem na cozinha. E estavamos todos juntos e aquele era um momento mesmo fixe. Depois punha os presentes todos em cima da cama, ficava a olhar para tudo e grande parte da vida pensei que faltava o 120º presente que tinha pedido, nos últimos anos sentia-me mesmo completa (vá lá, passou com a idade). E passei 20 e tal anos assim. E adorava. A verdade é que eu conseguia estar à mesa e pensar nos que não tinham família com quem jantar, ou estavam afastados da família, pessoas que aprenderam a renegar o Natal para sofrerem menos nesta época. Porque o Natal está para essas pessoas como o Dia dos Namorados está para os solteiros, não me lixem. E este ano sinto que o Natal não me pertence. Este Natal não é meu. Não o preparei, não o recebi, vão ser 30 minutos e um até pró ano. E será que pró ano de facto ainda estamos cá todos? O Natal não se pode adiar. Se o Natal é família... se a minha família este ano está maior do que nunca... Bom não percebo nada disto. Ia escrever 1 frase e acabei com um testamento. Venha o ano novo que deste já estou farta. E pró ano, o Natal logo se vê!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.