Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Soap Ballons & A Cup of Coffee

Pensamentos. Desabafos. Raciocínios.

Soap Ballons & A Cup of Coffee

Pensamentos. Desabafos. Raciocínios.


07
Set19

Sucessos

O português tem um interesse genuíno pela vida alheia e uma interessante ingenuidade ao confundir sucesso e posse. 'Grandes carros e grandes casas' não significam sucesso. Sucesso é viver em paz, ser grato, acordar todos os dias com saúde, valorizar as relações interpessoais que acrescentam algo às nossas vidas. Sucesso é não ter dívidas, ter o suficiente para se sentir seguro, ter livre arbítrio, fazer o que se gosta. 'Grandes carros e grandes casas' são coisas que temos ao longo da vida, facilmente substituídas por novas e que não acrescentam em nada ao que somos no nosso íntimo. Ninguém é melhor ou pior pessoa porque tem posses. Mas o português está longe de valorizar o que não se compra: o nosso sol maravilhoso, o mar azul e um país sem guerras. Valoriza o que o vizinho do lado tem. Valoriza e inveja. E obriga-nos inadvertidamente a absorver uma quantidade ridícula de baboseiras que camuflam o som das ondas e das gaivotas, o som da brisa a bater no chapéu de sol, o som das crianças e as suas muralhas de areia... verdadeiro som do sucesso!

 
13
Dez17

Coisas que me irritam - Pt 1

Adoro amores de fim de semana e de mês sim mês não. Adoro a forma como começam, como se fosse um namorico de Verão, e adoro ainda mais a forma como se prolongam no tempo fazendo uso das redes sociais para criar uma timeline de ilusão. De ilusão porque apenas se fotografa aquele dia sim. O dia não é como se não existisse. E são mais os dias em que não do que os que em que sim. Mas ninguém quer saber porque no final do ano o Facebook relembra com 20 fotografias (tiradas em 3 céleres ocasiões) todo um ano CHEIO de lembranças. E depois o tempo passa. E de repente “1o aniversário de namoro”. Mas que namoro? Onde estavas quando ela estava doente? Onde estava ela quando tu estavas em baixo? Ao telefone? No Skype? Com sorte a imagem congelou bem a meio do beijo virtual que nunca deram. Tudo não passa de uma mentira. Um namorico de Verão que ninguém soube terminar. Não acredito nestas relações pseudo-românticas à distância. E é tão bom fugir à pressão social fazendo uso da mítica frase “numa relação com”. Não és apelidado de gay nem de freak, nem de encalhado ou weird. És aquele gajo que tem a sorte de ter alguém mas que por força do universo não tem a sorte de a ter lá. Todos os dias. Adoro estes namoricos cheios de “tas a ver como estou feliz?”. Adoro a forma como continuam a poluir o espaço cibernautico de nada. De ilusões. “Olha ele deu-me um presente.” - foto. “Olha fomos beber café.” - foto. “Olha estamos no sofá” - foto. “Olha ele vai-se embora. Volto a amar-te quando regressares” - a ultima foto até ao próximo dia sim. E naquele interregno em que se suspendem respirações, suspendem-se atualizações de timelines. E a vida acontece. Todos os dias. Seja dia sim ou dia não. Contigo ou sem ti.

03
Abr16

De Zon

12923344_10207885145360535_6126617679696719643_n.j

Aproveitando bem este domingo de 20º, com muito "zon" (sol), fomos até ao Lepelenburgpark. Os holandeses querem é disto: sol e parques. Assim que abre um bocadinho de sol, lá vão eles aos molhes encher os parques todos da zona (e são vários!). Todos os bocadinhos são bons para apanhar sol. Improvisam esplanadas, põem mesas ao sol para almoçarem, sentam-se no chão à porta de casa ao computador se for ali que o sol bate. E depois despem-se todos! Tshirts, calções e pés descalços, foi o que mais vi hoje! 

Hoje acaba a minha vida de turista e amanhã começa a de emigrante! Siga!

 

 

02
Abr16

Markt Vredenburg

12928284_10207876527505094_2752563788455630084_n.j

Sábado é dia de mercado e hoje visitámos um dos maiores de Utrecht, o Markt Vredenburg. Neste mercado é possível encontrar peixe fresco, frutas, legumes, queijos e outros enchidos, mas também algumas barraquinhas com roupa, artigos para bicicletas, produtos eletrónicos, entre outros artigos a preços bastante competitivos. 

Vê-se muita gente a almoçar nas barraquinhas comida típica, como arenque cru (haring), acompanhado de cebola e pickles. O peixe é comido inteiro, apenas sem cabeça, segurando pela cauda e acima da cabeça. Não me apanham nisto (ainda!).

O mercado Vredenburg acontece às 4ªs, 6ªs e sábados, na praça com o mesmo nome, junto ao Tivoli, e à 6ª feira tem também o Farmers Market, com produtos orgânicos, vendidos pelos agricultores locais. 

 

 

02
Abr16

Vrijdag

Vrijdag, "Dia Livre", é a palavra holandesa para 6ª feira. Acho que se deve ao facto de em algumas empresas holandesas não se trabalhar à 6ª feira (sortudos!). Sim, porque a média de horas trabalhadas na Holanda é de 36-38h :) 

Hoje aproveitei a Vrijdag à dutch e fui passear no Wilhelminapark. É um parque grande, atravessado por uma ciclovia, que fica na zona Oost (Este) de Utrecht. 

IMG_2355.JPG

Depois fui jantar ao GYS, um restaurante glutenvrij na Amsterdamsestraatweg, muito giro e com comida saudável e muito saborosa. 

FullSizeRender.jpg

IMG_2359.JPG

IMG_2360.JPG

Para acabar bem o "dia livre", fui ter com uns amigos ao Broers, um café-restaurante no centro da cidade, onde costumam organizar uns meetups de expats. 

E assim se passou mais uma sexta-feira e mais uma semana, a 2ª como emigrante, e cada vez gosto mais disto!