Segunda-feira, 12 de Julho de 2010

Aptidões e competências

- "Tens jeito para isto." - disseste.

- "Para quê?" - perguntei eu.

- "Para namorar..." - remataste.

 

Esta troca de frases não me sai da cabeça. Mas afinal, o que é ter jeito para namorar? Dito assim faz-me rir, mas na altura foi tão sincero que me comoveu. Ainda hoje penso nisso e já lá vão uns largos meses. Comoveu-me à séria. Já escrevi inúmeras vezes sobre o amor, namoros, relações, términos de. Gosto de escrever sobre isso. Talvez porque viva constantemente apaixonada. A verdade é essa. Vivo constantemente apaixonada e não gosto de não estar apaixonada. Gosto de elogiar o amor verdadeiro seja por quem for - por um homem (ou vários lol), por uma mulher, por mim, pela minha família, pela natureza, pelo universo. Eu sou assim. E transmito essa paixão nas relações que tenho, sejam breves ou duradouras, de amor ou amizade. Na verdade, acho que quem me conhece sabe que a minha fogosidade, impetuosidade, voracidade vive e permanece porque sou apaixonada. E tudo o resto vem por acréscimo. Não sei o que é namorar sem acarinhar a pessoa que está ao meu lado, sem mimá-la, dar-lhe atenção, fazê-la feliz nem que seja com pequenos gestos espontâneos e esporádicos, simplesmente sei que tenho de lembrá-la que está comigo porque é especial, que existe em mim porque me faz sentido, porque a admiro, porque sim.

 

Guardo comigo um conjunto de frases soltas que me disseram ao longo da vida. Todas essas frases fizeram-me reflectir e repensar o ser humano que sou. Muitas fizeram-me crescer e amadurecer. Muitas causaram-me dor e ainda me deixam um amargo na boca, independentemente dos anos que passem, irão sempre deixar. Nunca odiei alguém. Não odeio ninguém. Mas hoje sei que nem todos existem para serem amados por mim e isso antes era inconcebível. Essas pessoas não odeio, nem amo. Existem num universo paralelo ao meu. Nunca mais nos vamos tocar. Nunca mais vão ser acarinhados pelas minhas mãos, beijados pelas minhas palavras. Guardo o meu jeito para "namorar" para ti, para o A., para o D., para a J., para o M. Guardo-o para eles, porque é a minha aptidão, é a minha melhor competência e é o que tenho de maior para oferecer ao mundo.

música: John Lennon - woman
tags::
publicado por AM às 21:36
link do post | comentar | favorito


:Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

:pesquisar:

 

:mais sobre mim:

:posts:

: Coisas que me irritam - P...

: De Zon

: Markt Vredenburg

: Vrijdag

: Rose & Vanilla

:once upon a time:

: Dezembro 2017

: Abril 2016

: Março 2016

: Janeiro 2015

: Outubro 2014

: Março 2014

: Janeiro 2014

: Novembro 2013

: Maio 2012

: Dezembro 2011

: Setembro 2011

: Agosto 2011

: Junho 2011

: Maio 2011

: Abril 2011

: Fevereiro 2011

: Janeiro 2011

: Dezembro 2010

: Outubro 2010

: Setembro 2010

: Agosto 2010

: Julho 2010

: Junho 2010

: Maio 2010

: Abril 2010

: Março 2010

: Janeiro 2010

: Novembro 2009

: Outubro 2009

: Setembro 2009

: Julho 2009

: Junho 2009

: Maio 2009

: Março 2009

: Fevereiro 2009

: Janeiro 2009

: Dezembro 2008

: Novembro 2008

: Outubro 2008

: Setembro 2008

: Agosto 2008

: Julho 2008

: Abril 2008

: Março 2008

: Janeiro 2008

: Dezembro 2007

: Novembro 2007

: Outubro 2007

: Setembro 2007

: Agosto 2007

: Junho 2007

: Maio 2007

: Abril 2007

: Março 2007

:tags:

: todas as tags

:masks:

:subscrever feeds

:counter:

Website Hit Counters