Sábado, 25 de Outubro de 2008

O mulherio português mete dó

Nos dias de hoje ser mulher é uma vitória. Não foi uma vitória conquistada só por nós, embora o façamos diariamente, mas que devemos, com todo o mérito, atribuir às nossas antepassadas que queimaram soutiens, entre outros grandiosos feitos.

 

Posto isto, manifesto aqui o meu desagrado pelos exemplares que se dizem "mulheres" mas que não passam de umas grandes bimbas, ou seja:

 

- As que se fazem passar por burras porque acham que atraem mais homens;

- As que pensam que a Moda, o "estar na moda", é o mais importante e que a cabeça só serve para usar chapéu;

- As que dizem que são "inseguras" porque acham que ser inseguro é "fofo" e um chamatório para o macho latino;

- As que veneram bandas, filmes e livros sem substracto (tipo filmes de comédia/terror "básicos", etc.);

- As que não lêem porque dizem que não têm tempo (preferem ir ao cabeleireiro ou às compras);

- As que praticam desportos que estão na moda só porque estão na moda;

- As que dependem ou querem depender dos homens e vitimizam-se para conseguirem o que querem;

- As que usam o corpo e não a cabeça para "conquistar" alguém;

- As que usam os homens para lhes pagarem jantares, saídas, servirem de taxistas (gratuitamente) ou apenas para terem companhia em troca de uns beijinhos e/ou umas quecas.

 

Bom, a todas estas "mulheres" as minhas sinceras condolências. São um ultraje para as nossas antepassadas que tanto fizeram para que hoje nos possamos "equiparar" à outra equipa. É inadmissível que miúdas de 15,20,25 anos ajam deste modo só porque pensam que estão a ser "fofitas" e "kiduchinhas" e que isso é bom, que é um comportamento que deva ser incentivado.

 

Quem me lê poderá pensar que sou feminista extremista ou algo... nada disso... Eu abomino ter que assistir diariamente a este triste fenómeno.

 

E que tal esquecer a moda e assistir a debates? E ir a um teatro? Assistir a um concerto de música clássica? E que tal ser forte e mostrar que o és a quem te rodeia? Desde quando a insegurança é um elemento de atracção? Se fores forte, atrais pessoas fortes, tal como se fores fraca atrairás pessoas fracas. É o que queres? Que tal utilizar a cabeça para pensar, debater e raciocinar? E dizer "Trabalho, sou independente e não preciso que me leves a passear ou me pagues o que quer que seja"?! Ou até dizer "Sou mais que uma cara ou um corpo" e não te aproveitares somente do teu aspecto físico? ...

 

A estas chamadas "mulheres" eu deixo um conselho: a estupidez não tem piada, a Inteligência sim, move mundos .

Aos homens, aconselho a procurarem nas Mulheres um outro tipo de beleza, profunda e que perdura (as caras bonitas ficam com rugas, o peito fica descaído, o rabo fica flácido ... mas a inteligência e sabedoria são como o vinho do Porto).

 

 

[À luz de uma conversa numa certa noite...]

sinto-me: revoltada
publicado por AM às 04:13
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De cisnenegro blog a 25 de Outubro de 2008 às 06:39
Querida Companheira,

Não posso estar mais de acordo contigo, tenho a mesma opinião que tu acerca do papel das mulheres e mais que isso pratico essa conduta diariamente na minha vida.

Posso acrescentar que é lamentável que certas "mulheres" ainda não tenham entendido qual é a verdadeira vocação duma mulher neste mundo controlado por perversos machistas , posso dizer-te também que com 36 anos de vida ( posso considerar-me uma mulher bonita, inteligente acima da média porque treinei o cerebro, entre outras coisas) sofri muito na pele esse estigma de ser mulher independente e de autoestima elevada, isto por parte dos delinquentes dos " besugos machistas" que controlam os postos de comando das instituições, no entanto posso dizer-te também que sempre fiz o que tinha para fazer sem me submeter aos caprivhos e vontades sórdidas desses animais, o que me desenvolveu a minha paleta de recursos internos a nivel de competencias negociadoras, porque na verdade sou melhor negociante que qualquer "homem", portanto doi-me muito ver muitas "meninas e senhoras" não compreendem que a inteligencia é o seu melhor poderio e acervo e que continuam a alimentar o velho padrão e ego animalesco dos homens para tentarem obterem beneficios na sua posição negocial face á sua envolvente social.

O mundo só muda quando elas entenderem definitivamente que são elas que tem que trocar as coordenadas ao outro género, porque na realidade eles quando tem uma mulher inteligente rendem-se e dominam-se na perfeição por anulãção de competencias.

Muito poderia eu dizer-te sobre este tema, posso dizer-te também que não sou lésbica, nem femininista radical , apenas utilizo os recursos intiligiveis de que disponho e que potencio para superar este tipo de situações miseráveis como é a figura submissa da mulher no mundo, sou mulher e não queria ser homem, adoro a minha condição e tento educar no máximo possivel outras mulheres no sentido de obterem e reunirem recursos próprios que as tornem autonomas, para poderem usufruir de um papel paritario nesta sociedade ainda tão desigual, mas esta função é possivel que ainda se revele complicada dada a situação real, é tudo uma questão de reaccionar e educação vocacionada para os instrumentos de apoderação das mulheres, faz falta uma educação permanente em que o papel feminino se revele e posicione em preponderancia.

Muito obrigada pelo teu post, constitui de facto um desses instrumentos educativos permanentes, ou seja, despertar consciencias mal educadas e transformá-las, porque quando elas veem que existe outro tipo de exemplo de mulher por norma tentam imitar, neste caso é para seu proprio bem.

Bem hajas pelas tuas palavras e continua , nunca tenhas medo de ser uma mulher valente que há sempre uma valoração dessa postura.

Abraço e continua como és.


PS.: se te apetecer ler algo mais sobre esta temática dá uma espreitadela ao meu blog:

Link:http://cisnenegro.blogs.sapo.pt/
De AM a 25 de Outubro de 2008 às 13:11
Obrigada :) Tenho orgulho em quem sou agora: independente, com uma elevada auto-estima... sou feliz e não preciso de homem nenhum para o ser e nem preciso de me "rebaixar", sei sê-lo por mim mesma! Mais uma vez, obrigada!
De cisnenegro a 25 de Outubro de 2008 às 14:45
Não tens de que!

Mulheres assim é que fazem falta para preencher o triste vazio que existe neste mundo.

Abraço
De espacomulher.org a 31 de Outubro de 2008 às 16:46
Gostei muito das tuas ideias...

Comentar post



:Abril 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

:pesquisar:

 

:mais sobre mim:

:posts:

: De Zon

: Markt Vredenburg

: Vrijdag

: Rose & Vanilla

: Burgerservicenummer (BSN)

:once upon a time:

: Abril 2016

: Março 2016

: Janeiro 2015

: Outubro 2014

: Março 2014

: Janeiro 2014

: Novembro 2013

: Maio 2012

: Dezembro 2011

: Setembro 2011

: Agosto 2011

: Junho 2011

: Maio 2011

: Abril 2011

: Fevereiro 2011

: Janeiro 2011

: Dezembro 2010

: Outubro 2010

: Setembro 2010

: Agosto 2010

: Julho 2010

: Junho 2010

: Maio 2010

: Abril 2010

: Março 2010

: Janeiro 2010

: Novembro 2009

: Outubro 2009

: Setembro 2009

: Julho 2009

: Junho 2009

: Maio 2009

: Março 2009

: Fevereiro 2009

: Janeiro 2009

: Dezembro 2008

: Novembro 2008

: Outubro 2008

: Setembro 2008

: Agosto 2008

: Julho 2008

: Abril 2008

: Março 2008

: Janeiro 2008

: Dezembro 2007

: Novembro 2007

: Outubro 2007

: Setembro 2007

: Agosto 2007

: Junho 2007

: Maio 2007

: Abril 2007

: Março 2007

:tags:

: todas as tags

:masks:

:subscrever feeds

:counter:

Website Hit Counters