Segunda-feira, 6 de Outubro de 2014

Porque as mulheres não...

Tenho 31 anos e passei praticamente toda a minha vida a ouvir dizer para não fazer algo porque "as mulheres não o fazem". Acho que a primeira recordação remonta aos meus 6 ou 7 anos, quando aprendi a assobiar. Lembro-me de ir para a escola de mãos nos bolsos, a assobiar e a minha avó repreender-me "Tira as mãos dos bolsos! Não assobies! Os rapazes é que assobiam e põem as mãos nos bolsos". 

Anos mais tarde comecei a ser obrigada a andar de carteira por causa do passe de transporte. Com aquela idade usava mochila para a escola e quando não a usava, tinha de levar a carteira na mesma. Então colocava a carteira no bolso de trás das calças. Fui repetidamente repreendida por isto. Os rapazes é que o faziam. 

Desde sempre gostei de jogar à bola, de andar de skate e de bicicleta, de informática e de colecionar berlindes. Em paralelo gostava de barbies, pequenos póneis e pinturas. também gostava de livros, legos e jogos de tabuleiro. Como todas as crianças. Como rapazes e como raparigas. 

E hoje em dia, pleno século XXI e com 31 anos, ainda ouço dizer que sou uma pessoa estranha. Estranha porque gosto de jogar playstation, porque adoro andar de bicicleta, porque gosto de banda desenhada e porque adoro cinema de ficção. Estranha porque "as mulheres não gostam dessas coisas". E do que gostam as mulheres afinal? Essas mulheres que me acham estranha e gozam comigo. Olho para elas e gostam de estar horas no cabeleireiro a falar de vidas alheias, ler a TV 7 dias, ver telenovelas com as quais não se aprende nada. Profissionalmente são uma nódoa. Pessoalmente também não evoluiram. É um preconceito meu. Mas é uma resposta ao preconceito delas.  

Nós mulheres somos capazes de fazer tudo o que os homens fazem e fazemo-lo igualmente bem. Não deveria haver esta separação do que é para homem e para mulher. Não faz sentido. Gostos são gostos. O meu cérebro sabe que gosta, não sabe se é classificado para H ou M.

E é por isto que vivemos num mundo que pertence aos homens e continuamos a ser discriminadas por eles. Enquanto entre nós, mulheres, não houver aceitação e consciência de que basta querermos fazer para podermos fazer o que queremos, nunca haverá lugar para nós no mundo deles, simplesmente "porque as mulheres não...".
publicado por AM às 16:02
link do post | comentar | favorito (1)


:Abril 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

:pesquisar:

 

:mais sobre mim:

:posts:

: De Zon

: Markt Vredenburg

: Vrijdag

: Rose & Vanilla

: Burgerservicenummer (BSN)

:once upon a time:

: Abril 2016

: Março 2016

: Janeiro 2015

: Outubro 2014

: Março 2014

: Janeiro 2014

: Novembro 2013

: Maio 2012

: Dezembro 2011

: Setembro 2011

: Agosto 2011

: Junho 2011

: Maio 2011

: Abril 2011

: Fevereiro 2011

: Janeiro 2011

: Dezembro 2010

: Outubro 2010

: Setembro 2010

: Agosto 2010

: Julho 2010

: Junho 2010

: Maio 2010

: Abril 2010

: Março 2010

: Janeiro 2010

: Novembro 2009

: Outubro 2009

: Setembro 2009

: Julho 2009

: Junho 2009

: Maio 2009

: Março 2009

: Fevereiro 2009

: Janeiro 2009

: Dezembro 2008

: Novembro 2008

: Outubro 2008

: Setembro 2008

: Agosto 2008

: Julho 2008

: Abril 2008

: Março 2008

: Janeiro 2008

: Dezembro 2007

: Novembro 2007

: Outubro 2007

: Setembro 2007

: Agosto 2007

: Junho 2007

: Maio 2007

: Abril 2007

: Março 2007

:tags:

: todas as tags

:masks:

:subscrever feeds

:counter:

Website Hit Counters