Domingo, 22 de Agosto de 2010

Tiro ao alvo

Não é justo. És a pessoa a quem dou mais de mim, mais atenção, mais mimo, mais conversa, mais do meu tempo, de quem sou... e mesmo assim isso não é suficiente. Por ti mudei a minha maneira de ser, de exteriorizar até o pior dos sentimentos... sempre te expliquei com calma até a mais fútil confusão. Nunca fui assim com ninguém... nem com a única pessoa que me amou verdadeiramente... estou farta de aprender com os erros. Por uma vez na vida eu queria mesmo acertar.

sinto-me: confusa
publicado por AM às 02:23
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
Terça-feira, 17 de Agosto de 2010

WORK (in and) OUT

Porra que este ginásio novo é mais puxado que o antigo... :|

sinto-me: cansada mas sabe tãããoo bem!
publicado por AM às 21:57
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 12 de Agosto de 2010

Ode ao Passado I

Porque sem a sua existência não seria a pessoa que sou hoje e porque este blog fala de amor(es) e este foi o meu primeiro.

 

"O primeiro amor sofre-se principalmente por não continuar. Anos mais tarde, ainda se sonha retomá-lo, reconquistá-lo, acrescentar um último capítulo mais feliz ou mais arrumado. Mas não pode ser (...) Depois do primeiro amor, morre-se e quando se renasce há uma ressaca. (...) É por ser insustentável e irrepetível que o primeiro amor não se esquece." - Miguel Esteves Cardoso, Os Meus Problemas

 

 

Sábado, 8 de Setembro de 2007

Momentos genuínos

 

O teu sorriso. O abraço que me dás todos os dias quando nos despedimos. A tua gargalhada quando digo parvoíces. O teu embaraço quando cantas para mim. A tua respiração. A tua cabeça no meu peito. A tua mão no meu cabelo. Os teus dedos enterlaçados nos meus. O cheiro da tua pele junto à minha. O teu amor. A minha vida na tua. A tua vida na minha. A nossa vida. Amo-te.

 

 

Terça-feira, 26 de Junho de 2007

Ad eternum

 

Senti-me diminuta perante aquele infinito.

Acima de mim, o universo; a meus pés, as luzes da cidade. Consegui ouvir-me pensar, ouvi o soprar do vento, a vida dos que habitam aquele bocado de paraíso e o som do meu coração que dizia, cada vez mais acelerado e ofegante, "amo-te".

Abracei aquele momento, o eterno momento.

 

"I to the world am like a drop of water..."... sabes bem.

 

 

Sábado, 23 de Junho de 2007

5 anos

 

Amo-te até a fazer o pino e debaixo de água.
You complete me.

sinto-me:
tags::
publicado por AM às 00:12
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito


:Abril 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

:pesquisar:

 

:mais sobre mim:

:posts:

: De Zon

: Markt Vredenburg

: Vrijdag

: Rose & Vanilla

: Burgerservicenummer (BSN)

:once upon a time:

: Abril 2016

: Março 2016

: Janeiro 2015

: Outubro 2014

: Março 2014

: Janeiro 2014

: Novembro 2013

: Maio 2012

: Dezembro 2011

: Setembro 2011

: Agosto 2011

: Junho 2011

: Maio 2011

: Abril 2011

: Fevereiro 2011

: Janeiro 2011

: Dezembro 2010

: Outubro 2010

: Setembro 2010

: Agosto 2010

: Julho 2010

: Junho 2010

: Maio 2010

: Abril 2010

: Março 2010

: Janeiro 2010

: Novembro 2009

: Outubro 2009

: Setembro 2009

: Julho 2009

: Junho 2009

: Maio 2009

: Março 2009

: Fevereiro 2009

: Janeiro 2009

: Dezembro 2008

: Novembro 2008

: Outubro 2008

: Setembro 2008

: Agosto 2008

: Julho 2008

: Abril 2008

: Março 2008

: Janeiro 2008

: Dezembro 2007

: Novembro 2007

: Outubro 2007

: Setembro 2007

: Agosto 2007

: Junho 2007

: Maio 2007

: Abril 2007

: Março 2007

:tags:

: todas as tags

:masks:

:subscrever feeds

:counter:

Website Hit Counters