Terça-feira, 30 de Dezembro de 2008

Repensar 2008

Chegamos ao fim da canção. Repensar 2008 não é fácil... mais de metade das certezas que tinha no início do ano, acabaram por se evaporar. Tive momentos lindos, muitos e muito bons, tive momentos negros em que passei horrores. Pensava que me conhecia de trás para a frente... mas perdi-me a meio do ano e voltei a encontrar-me há pouco tempo e até mesmo a conhecer aspectos de mim que desconhecia. Repensar 2008 traz à memória todos esses tempos. Enterrei pessoas, sentimentos, vontades, desejos, aspirações ... mas também enterrei medos, ansiedades, inseguranças. Reencontrei o riso, a liberdade, a vontade de vencer, de remar contra a maré, de ser eu e eu acima de tudo... mas não voltei a ser o meu "eu" antigo, jamais isso poderia acontecer, depois do que passei... contudo, tornei-me numa versão melhorada de mim, mais crescida, responsável, feliz, espiritual, sensitiva. Se conseguisse definir numa frase o espírito em que me tornei, diria que hoje sou um pássaro que quer voar em liberdade, sem destino, sem amarras que me prendam onde quer que esteja, a quem quer que seja. A ti, que me fizeste querer ser criança para sempre, só agradeço do meu fundo, pelo amor, pela cumplicidade, pelas palavras, pelo que me ensinaste e acima de tudo, por me teres deixado livre para seguir o meu caminho. E tu, que tomaste um caminho paralelo ao meu, sei que ainda nos vamos cruzar naquele ponto fulcral nas nossas vidas, quando ambas formos sábias o suficiente para aceitar as diferenças que residem nos nossos modos de pensar, de viver, de agir. Penso no amanhã q.b., nunca mais voltarei a pensar no ontem, vivo o presente como nunca... não olho para a felicidade alheia invejando-a, nem para a tristeza alheia querendo tomá-la como minha, olho-me ao espelho e vejo-me cada dia mais bonita, com mais energia, com tanto para dar e cada vez mais vontade de receber. Olho ao meu redor e vejo os meus amigos de sempre, que me apoiaram quando precisei, que choraram lágrimas de sangue comigo ou riram histericamente com as minhas extravagâncias, vejo novos amigos que já me ensinaram e deram tanto, mas tanto... hoje recuso-me a tomar algo como certo, como eterno. Hoje sei que tudo pode ter um fim e sei, acima de tudo, que o fim não é necessariamente mau. Como a canção que chegou ao fim, chegamos ao fim de 2008 e o balanço é, simplesmente, positivo.

 

Feliz Ano Novo!

sinto-me: rainha
música: Ingrid Michaelson - The Way I Am
publicado por AM às 22:13
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 28 de Dezembro de 2008

Breakable

Consciencializei-me que sou frágil... pensava que não. Pensava que podia vir o que viesse, quem quisesse, como quisesse e eu não partia, não dobrava, não pestanejava. A verdade é que afinal sou frágil. Nunca pensei, mas até é bom... agora admitindo que também sou humana e não a super heroína que pensava ser, que protegia tudo e todos e não tinha medo de nada, posso revelar-me tal e qual como sou, demonstrar o meu estado de espírito se quiser, chorar desalmadamente por quase nada (um filme, uma música, uma imagem bonita) ou rir, rir, rir até me doer a barriga e não poder mais, sem me conter porque sou forte demais. Sou forte e frágil, isto faz-vos sentido? Continuo a ser quem sou, uma lutadora, com muita vontade de vencer mas também tenho os meus momentos e, se antes os escondia, agora nada escondo. Eu sou assim, é quem eu sou.

sinto-me:
música: Ingrid Michaelson - Breakable
publicado por AM às 22:33
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 25 de Dezembro de 2008

A hipocrisia da quadra

A hipocrisia da quadra natalícia, vulgarizada pelo mediático espírito de Natal dá-me náuseas. Este ano tentei uma coisa diferente. Este ano só disse "Feliz Natal" a quem desejo, efectivamente, que o tenha... não é porque o colega da 4ªclasse com quem nunca mais falei enviou um sms daqueles "se um pombo te cagou em cima, tens sorte porque as renas nesta altura do ano também voam...feliz natal", porque, possivelmente, me encontrou numa "mailing list", que vou retribuir os votos.

Também não vou distribuir "Bom ano" a ninguém. A hipocrisia desta frase aplicada nesta altura é fenomenal. Em vez de dizer "Bom ano", prefiro durante o ano inteiro, fazer algo que ajude a que os que me são queridos tenham um bom ano! Ou então desejar "bom dia", "bom mês", "boa semana"... é que o "bom ano" é algo que se diz no final do presente ano e depois se esquece... não, não podemos deixar que estes votos se vulgarizem. Tanta hipocrisia junta...

Eu adorava o Natal, ainda gosto. Mas este ano tentei ser diferente, preferi dar e não receber, preferi pensar em cada presente com espírito e em como se adequava à pessoa a quem o queria oferecer... este ano não quis massificar o Natal, não usei a quadra para comprar artigos para mim e dizer que foi A,B ou C que ofereceu.

Este ano sim, tive um Natal... daqueles em que estamos reunidos à mesa e unimos as mãos; tive o privilégio de ser porta-voz da família para dar graças ao Universo pelo facto de estarmos todos juntos na Consoada, com saúde e muito amor.

Este ano não desesperei pela hora de abrir os presentes, nem me stressei num centro comercial na manhã de 24 para comprar as últimas recordações. Este ano não me entristeci porque não recebi qualquer coisa que queria mesmo, simplesmente porque este ano nada queria receber. Ainda assim e, como o Natal tem destas coisas, recebi no coração a paz que preciso para ser feliz, ao fechar os olhos senti na pele o calor dos mimos da minha família e, ao abri-los novamente, tinha o retrato que quero para sempre presente na minha memória.

Sim, foi um Feliz Natal!

 

 

 

sinto-me:
publicado por AM às 22:44
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2008

2008

Vazia.Despida.Desmembrada.Assustada.

Triste.Só.Magoada.Ferida.Desamparada.Vazia, vazia, vazia.

 

- Adeus 2008 que me tiraste e reviraste o meu mundo como o conhecia. Há algo mais que me queiras levar? Cortaste-me uma perna, caí, coxeei e consegui voltar a andar, agora levaste-me a outra e sem ela não me consigo equilibrar... Vai-te embora 2008, não deixas saudades, este vazio que fica são as tuas memórias e esta dor que provo novamente é o colorir dos que eram os teus dias e que tornaste nos meus. Adeus, até 2009. 

sinto-me:
publicado por AM às 22:34
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 21 de Dezembro de 2008

Almoço de Natal

 

Feliz Natal, Família! :D

 

sinto-me:
publicado por AM às 19:14
link do post | comentar | favorito


:Abril 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

:pesquisar:

 

:mais sobre mim:

:posts:

: De Zon

: Markt Vredenburg

: Vrijdag

: Rose & Vanilla

: Burgerservicenummer (BSN)

:once upon a time:

: Abril 2016

: Março 2016

: Janeiro 2015

: Outubro 2014

: Março 2014

: Janeiro 2014

: Novembro 2013

: Maio 2012

: Dezembro 2011

: Setembro 2011

: Agosto 2011

: Junho 2011

: Maio 2011

: Abril 2011

: Fevereiro 2011

: Janeiro 2011

: Dezembro 2010

: Outubro 2010

: Setembro 2010

: Agosto 2010

: Julho 2010

: Junho 2010

: Maio 2010

: Abril 2010

: Março 2010

: Janeiro 2010

: Novembro 2009

: Outubro 2009

: Setembro 2009

: Julho 2009

: Junho 2009

: Maio 2009

: Março 2009

: Fevereiro 2009

: Janeiro 2009

: Dezembro 2008

: Novembro 2008

: Outubro 2008

: Setembro 2008

: Agosto 2008

: Julho 2008

: Abril 2008

: Março 2008

: Janeiro 2008

: Dezembro 2007

: Novembro 2007

: Outubro 2007

: Setembro 2007

: Agosto 2007

: Junho 2007

: Maio 2007

: Abril 2007

: Março 2007

:tags:

: todas as tags

:masks:

:subscrever feeds

:counter:

Website Hit Counters